Paraguai está preocupado com epidemia de dengue no Brasil

JB Online

ASSUNÇÃO - As autoridades sanitárias do Paraguai pediram hoje aos paraguaios que visitaram o Brasil na Semana Santa e que apresentem quadros de febre para comparecer aos postos de saúde e tratar de possíveis casos de dengue.

O vice-ministro de Saúde, Antonio Barrios, demonstrou preocupação com as 49 mortes e mais de 32 mil casos de dengue registrados no Rio de Janeiro, já que, em 2007, a doença matou no Paraguai 17 pessoas e deixou 27 mil infectadas.

Ele advertiu de que os 600 mil paraguaios que já tiveram dengue nos últimos anos podem contrair o tipo hemorrágico e mais letal da doença.

Barrios pediu ainda para a população acompanhar as tarefas de eliminação dos possíveis focos dos mosquitos Aedes aegypti, que além da dengue transmite febre amarela.

O vice-ministro informou que, na quarta-feira, terá início uma nova etapa da campanha de combate ao Aedes aegypti, com o apoio de 100 funcionários do Ministério da Saúde e 300 soldados das Forças Armadas, além de voluntários da Cruz Vermelha e de diferentes municípios.

De acordo com estatísticas oficiais, neste ano já foram confirmados quatro casos de dengue dentre 1.400 reportados e as autoridades sanitárias aguardam os resultados de laboratório de outros 20 suspeitos.