Mais de 2,2 milhões de veículos devem passar por estradas paulistas

Portal Terra

SÃO PAULO - Mais de 2,2 milhões de automóveis devem trafegar nas estradas de São Paulo no feriado de Páscoa, segundo estimativas das diferentes entidades privadas e do governo do estado, divulgadas por comunicados de imprensa e pela internet. A maioria dos automóveis se desloca da capital para as cidades do interior.

A Polícia Rodoviária Estadual (PRF) mobiliza quatro mil policiais e cerca de mil viaturas - entre carros, motocicletas e helicópteros - para atuar nos 24 mil quilômetros de estradas no estado.

De acordo com comunicado à imprensa do portal do governo paulista, "durante os feriados prolongados, as rodovias registram 30% de aumento médio no tráfego".

A controladora estadual Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) prevê um fluxo de 668 mil automóveis nas oito principais rodovias e sistemas de estradas sob controle governamental.

Outros 1,3 milhão de veículos devem trafegar pelas rodovias de administração privada, de acordo com a Agência de Transporte do Estado de São Paulo, dos quais "75% rumo ao interior do Estado".

A concessionária Nova Dutra, que controla a rodovia federal Presidente Dutra (BR-116), prevê para os primeiros dois dias do feriado uma saída de 263 mil veículos da capital paulista, além de 164 mil veículos partindo do Rio de Janeiro.

Não foram divulgadas estimativas para o fluxo da rodovia federal Régis Bittencourt - continuidade da BR-116, que liga São Paulo a Curitiba. A estrada tem fluxo intenso de veículos nos feriados, em direção às cidades do Vale do Ribeira e do litoral Sul paulista.

Segundo informe do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, a Operação Páscoa, realizada apenas nas estradas administradas pelo governo estadual, reúne 1.832 profissionais do Departamento de Estradas de Rodagem e Dersa, 1, 4 mil policiais rodoviários e 142 viaturas de inspeção, entre guinchos, ambulâncias e veículos de apoio.

Na próxima semana, o Comando da Polícia Rodoviária Estadual e a Polícia Rodoviária Federal devem divulgar os balanços finais do número de acidentes, feridos e mortos no feriado.