Virgílio denuncia desvio de R$ 18 mi em obras no AM

Portal Terra

BRASÍLIA - O senador Arthur Virgílio (PSDB-AM) denunciou em Plenário, nesta quarta-feira, desvio de R$ 18 milhões dos cofres públicos do Amazonas para obras-fantasmas na região do Alto Solimões. De acordo com ele, o Ministério Público Estadual (MPE) investiga o pagamento antecipado, à construtora Pampulha, por obras como asfaltamento e pavimentação, que deveriam beneficiar 175 mil pessoas, mas que não foram realizadas. As informações são da Agência Senado.

O parlamentar também apontou indícios de fraude no processo licitatório e revelou que o secretário de infra-estrutura do Estado foi afastado do cargo por causa das denúncias, assim como os técnicos e engenheiros responsáveis pela obra. Todos responderiam perante ao MPE, entre outras acusações, por violação aos princípios da administração pública. O órgão também determinou a quebra dos sigilos bancário e fiscal dos envolvidos, bem como o seqüestro dos bens da empresa Pampulha, sob suspeita de enriquecimento ilícito.

Arthur Virgílio afirmou que esse caso, que deputados da oposição no Amazonas pretendem investigar em uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), é apenas uma das irregularidades que estariam marcando a administração Eduardo Braga (PMDB). Ele citou, por exemplo, a Operação Albatroz, da Polícia Federal, que também teria apontado desvio de recursos públicos e atingido pessoas próximas ao governador.

- O governador tem que parar de dizer 'eu não sabia' e tomar providências - disse.

Em aparte, o senador João Pedro (PT-AM) expressou seu desejo de que o caso seja rapidamente esclarecido.

- Esses recursos poderiam estar resolvendo a vida de muita gente - afirmou João Pedro.