Lula reclama da atuação dos ministros no PAC

Portal Terra

BRASÍLIA - O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na tarde de hoje que o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) ainda enfrenta "problemas sérios" de informação. A afirmação foi feita durante encontro com os gestores do PAC nos ministérios. O presidente reclamou ainda dos ministros, que passam informações diferentes sobre a situação da mesma obra.

- Cada vez que viajo levanto para Dilma (ministra chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff) algumas dúvidas. Ainda temos um problema sério do PAC, (falta de) informações precisas. Se você falar com três pessoas em cada ministério, você terá três informações diferenciadas. Número agora só falo escrito e assinado pelo ministro, para dizer 'segundo o ministro dos Transportes...'. Qualquer um pode passar por mentiroso, menos o presidente - afirmou Lula.

Ele explicou porque chamou a ministra Dilma de mãe do PAC.

- Dilma, num ato bem pensado, disse que você era a mãe do PAC. É porque eu vejo o esforço que você e sua equipe fazem para coordenar isso, sei quantas vezes vocês têm brigado com os seus companheiros ministros, sei o quanto você é obrigada a dizer 'não pode gastar tanto, só pode gastar isso'. Às vezes o capitão é obrigado a xingar o jogador do próprio time que não está suando a camisa direito - disse Lula.

O presidente reclamou também que não viajará para Curitiba porque um contrato do PAC não ficou pronto a tempo.

- Temos dinheiro, temos a decisão política de fazer, coisa que não se tinha no passado, porque tudo era superávit primário. Eu ia a Curitiba amanhã. Não está pronto. Se colocasse todo mundo numa mesa só, na mesma hora, a decisão sairia mais rápido. O tempo do País exige de nós um comportamento quase revolucionário - afirmou Lula.

Na capital paranaense, Lula assinaria ordens de serviço para obras de saneamento e habitação inscritas no PAC.