ONG: legislativos estaduais custam mais que federal

Portal Terra

SÃO PAULO - Um estudo da ONG Transparência Brasil aponta que o custo de um deputado estadual em alguns Estados é maior do que o de um deputado federal. No levantamento, intitulado Orçamento do Poder Legislativo, a ONG também calcula que, em São Paulo, um vereador custa R$ 1 milhão a mais por ano que um deputado estadual. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Segundo a entidade, os legislativos do Distrito Federal, de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e de Santa Catarina têm custos maiores por parlamentar do que a Câmara Federal. No DF, por exemplo, um deputado distrital custa R$ 11,804 milhões por ano contra R$ 6,906 milhões gastos com um deputado federal.

A distorção ocorre também na relação com os representantes municipais. O custo de um vereador da cidade de SP, segundo a reportagem, é de R$ 5,647 milhões por ano, ante R$ 4,694 milhões gastos com cada um dos membros da Assembléia Legislativa do Estado.

De acordo com o estudo, o maior custo para o contribuinte é o do Senado Federal, onde cada um dos 81 parlamentares custa R$ 34,113 milhões por ano.

Em resposta à Transparência Brasil, o Senado afirmou, por meio de nota, que a ONG confunde gastos na hora de fazer seus cálculos. Já o presidente da Câmara de Vereadores de São Paulo, Antonio Carlos Rodrigues (PR), afirmou que a Casa gasta mais porque produz mais que a Assembléia Legislativa.

Procurado, o presidente da Assembléia de SP, Vaz de Lima (PSDB) não quis comentar as declarações de Rodrigues.