Procon encontra poucas irregularidades durante Operação Páscoa no Rio

JB Online

BRASÍLIA - Durante a semana do Dia Internacional do Consumidor, comemorado neste sábado, o Programa Estadual de Orientação e Proteção ao Consumidor do Rio de Janeiro (Procon-RJ) realizou uma operação para fiscalizar irregularidades na venda de produtos de Páscoa.

A chamada Operação Páscoa terminou na última sexta-feira e encontrou poucas irregularidades.

O coordenador-geral do Procon do Rio, Paulo Roberto Novaes, afirma que atualmente os empresários estão mais atentos às normas do Código de Defesa do Consumidor.

- Temos encontrado menos problemas que encontrávamos no passado, isso quer dizer que o fornecedor tem se conscientizado sobre a importância do cumprimento do código. Esse é o trabalho do Procon, conscientizar não apenas o consumidor como o próprio fornecedor declarou.

De acordo com Novaes, as principais irregularidades encontradas nas vistorias foram a ausência dos preços dos produtos nas prateleiras e nos próprios itens nas lojas.

Apenas uma loja, em Niterói, no Grande Rio, chegou a ser autuada pelo Procon. Os ovos de Páscoa de fabricação própria da loja não exibiam informações sobre os brinquedos que constavam no interior dos produtos. A loja tem 10 dias para se adequar às normas do Código de Defesa ao Consumidor, caso contrário poderá pagar multa.