SP: secretário critica Lula por defender uso do carro

Portal Terra

SÃO PAULO - O secretário municipal de Verde e Meio Ambiente de São Paulo, Eduardo Jorge, criticou hoje a declaração do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em um discurso no Rio de Janeiro, de que "o sonho de todo o brasileiro é ter um automóvel". Para Jorge, a declaração foi um erro.

- Como é que o presidente da República do País fala uma bobagem como essa? - disse, em entrevista à rádio CBN.

Conforme Jorge, o presidente Lula deveria se preocupar mais em investimentos no transporte público.

- O transporte moderno é o transporte coletivo, mas o automóvel é quase uma cultura que, infelizmente, nosso presidente reflete - afirmou.

Eduardo Jorge é conhecido por ir ao trabalho de bicicleta, diariamente.

- Andar de carro gera certo sentimento de culpa com a cidade. O uso abusivo do carro tornou-se o principal vilão da cidade - afirmou o secretário, citando tanto o problema da poluição quando o dos congestionamentos.

O secretário afirmou que o aumento da frota de veículos e os problemas que esse crescimento gera para a cidade são uma "derrota do planejamento urbano". Ele admitiu que há um déficit na quantidade e na qualidade do transporte público em São Paulo, mas afirmou que os governos municipal e estadual estão direcionando seus investimentos para o setor.