Herdeiros querem processar filha de ACM e marido

Portal Terra

SÃO PAULO - A família do ex-senador Antonio Carlos Magalhães divulgou uma nota, na quinta-feira, informando que vai processar uma das filhas de ACM, Teresa Helena Mata Pires, e o marido, o empresário César Mata Pires, sócio da construtora OAS. Eles estariam reivindicando na Justiça bens deixados pelo ex-presidente do Senado, que morreu em julho do ano passado.

Na última terça-feira, o apartamento do ex-senador, em Salvador, foi ocupado por oficiais de Justiça e pela Polícia Militar, após uma decisão da juíza da 14ª Vara da Família, Fabiana Andrea Almeida Oliveira Pellegrino. O pedido teria sido feito em ação supostamente movida por César Mata Pires.

Na nota, encaminhada à imprensa pela assessoria do senador Antonio Carlos Magalhães Júnior (DEM-BA), também filho de ACM. Ele afirma que, ao contrário do que alega a irmã e o cunhado, em momento algum a família tentou afastar Teresa e César Mata Pires da administração e do centro de decisões das empresas pertencentes aos integrantes da família, entre elas, a Rede Bahia de Comunicação.

- Com a morte do senador ACM, o senhor César Mata Pires tentou de maneira agressiva, antiética, - fugindo a todas as regras que regem uma empresa de comunicação com responsabilidades sociais e constitucionais - assumir o controle da 'Rede Bahia de Comunicação' - conquanto dita REDE não integre o patrimônio do Espólio - diz a nota.

Conforme o comunicado, a invasão do apartamento de ACM seria uma tentativa de "vingança" por parte do empresário César Mata Pires pela frustração de não conseguir "controlar a 'Rede Bahia'".

- Em momento algum D. Arlette (Arlette Maron de Magalhães, viúva de ACM) retirou ou mandou retirar objetos de valor que devessem ser divididos entre os herdeiros - afirma a nota da família Magalhães.

De acordo com informações do Terra Magazine, César Mata Pires, após a morte de ACM, permaneceu com 33,3 % do grupo de mídia, enquanto as famílias dos dois filhos de ACM (Luiz Eduardo e ACM Jr.) ficaram com 66,6%.