Marinha vai verificar gastos com cartões corporativos

Agência Brasil

BRASÍLIA - O comandante da Marinha, almirante Júlio Soares de Moura Neto, disse nesta sexta-feira que determinou uma verificação de todas as despesas feitas pelo órgão com cartões corporativos para analisar possíveis irregularidades. Ele acredita que os gastos estão dentro do que é previsto em lei.

- Para ter certeza absoluta de que isso não ocorreu, mandei fazer uma verificação rigorosa de todas as despesas. Todas as despesas exigem uma nota fiscal e essa nota comprova exatamente o detalhe do gasto. E é isso que os órgãos de controle da Marinha vão fazer - afirmou. Segundo Moura Neto, não foi estabelecido um prazo para examinar os gastos.

As declarações foram dadas a jornalistas depois da cerimônia de passagem de comando de duas secretarias do Ministério da Defesa. Moura Neto respondeu a informações publicadas na imprensa de que a Marinha foi o órgão das Forças Armadas que mais gastou com cartão corporativo no ano passado. Segundo os jornais, R$ 915,7 mil foram gastos em 2007, inclusive em lojas de chocolates, vinhos finos e artigos de pelúcia.

Moura Neto disse que não sabe o que foi comprado, mas garantiu que não houve nenhuma compra de brinquedo de pelúcia. "O que aparece no Portal da Transparência é que foi feita uma compra numa loja que se chama Paraíso da Pelúcia. Não necessariamente é um brinquedo de pelúcia", explicou.

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou que não há nada a esconder, e que o ministério está tranquilo com a possibilidade de investigação dos gastos com cartão corporativo por uma Comissão Parlamentar de Inquérito no Congresso Nacional.

- Pedi aos comandantes da Marinha, do Exército e da Aeronáutica e também ao secretário de Orçamento do Ministério da Defesa para fazer um exame completo e preparar as informações que serão necessárias à CPI - disse, lembrando que o Ministério da Defesa não usa cartões corporativos.