Descoberto plano para matar procurador e juiz

Portal Terra

MACEIÓ - O procurador-geral da República, Antonio Fernando Souza, concedeu uma entrevista coletiva sobre a descoberta de um plano para assassinar Rodrigo Tenório, procurador da República no município de Arapiraca (AL), e o juiz federal Rubens Canuto. De acordo com Antonio Fernando, a Polícia Federal está investigando o caso e poderá apontar os responsáveis nos próximos dias. O procurador-geral afirmou que ainda não é possível dar detalhes do plano para não prejudicar as investigações.

A entrevista coletiva aconteceu em Maceió (AL) e reuniu membros do Ministério Público Federal, o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, Antonio Carlos Bigonha, e o procurador-chefe da Procuradoria da República em Alagoas, Roberto Olegário de Souza. Representantes dos magistrados e da Polícia Federal também estavam presentes.

Olegário de Souza afirmou que os membros do Ministério Público Federal e da Justiça Federal não serão intimidados com as ameaças. Já Antonio Fernando lembrou que a atuação institucional é de todo o MPF e de toda a magistratura federal.

- Não será o afastamento do procurador que irá alterar o resultado de qualquer investigação, de processo ou qualquer outro prosseguimento que tenha curso no município de Arapiraca - disse Antonio Fernando.

A Secretaria Geral da Procuradoria Geral da República foi logo informada e tomou as providências emergenciais para abortar o plano. Agora o procurador da República e o juiz estão sob proteção da Polícia Federal.

- Não se cogita outras medidas senão as absolutamente necessárias à preservação da vida dessas duas autoridades - disse o procurador-geral.