Comitiva com parlamentares retida na Antártida deve embarcar amanhã

Agência Brasil

BRASÍLIA - A comitiva com 13 parlamentares brasileiros que está retida na Antártida por causa do mau tempo deve decolar amanhã (28) da base chilena para a cidade de Punta Arenas, no sul do Chile. A informação foi repassada por telefone pelo senador Renato Casagrande (PSB-ES) à Agência Brasil.

Segundo o senador, a missão deve chegar a Brasília na terça-feira (29).

- Estamos aguardando que o tempo melhore - disse Casagrande. - A previsão que passaram para a gente é que, amanhã pela manhã, o Hércules [avião da Força Aérea Brasileira] terá condições de decolar da base.

De acordo com o parlamentar, a comitiva, que chegou à Antártida na quarta-feira, deixaria base chilena no sábado. No entanto, o tempo fechou e não houve teto para o avião decolar. Apesar disso, o senador afirma que não há nevasca. De acordo com ele, a temperatura é de zero grau absoluto, com sensação térmica de 5 graus negativos.

Relator da Subcomissão de Aquecimento Global no Senado, Casagrande viajou para a Antártida a convite da Marinha. Na comitiva também estão 12 deputados da Comissão Mista Especial sobre Mudanças Climáticas, pesquisadores brasileiros, representantes do Ministério de Ciência e Tecnologia. A missão é coordenada pela Marinha, com apoio da Força Aérea Brasileira (FAB).

Os deputados retidos na base chilena são: Colbert Martins (PMDB-BA), Edmilson Valentin (PCdoB-RJ), Fábio Ramalho (PV-MG), Fernando Chucre (PSDB-SP), Jorge Maluly (DEM-SP), Luciano Pizzato (DEM-PR), Maria Helena (PSB-RR), Moreira Mendes (PPS-RO), Paulo Teixeira (PT-SP), Ricardo Tripoli (PSDB-SP), Vinícius Carvalho (PTdoB-RJ) e Wellington Coimbra (PMDB-ES).