PR: Secretaria de Saúde analisa morte por suspeita de febre amarela

Agência Brasil

BRASÍLIA - Um paciente internado em Maringá (PR) com sintomas compatíveis aos da febre amarela morreu nesta madrugada. A Secretaria de Saúde do estado analisa as causas da morte.

O homem, de 47 anos, esteve na cidade goiana de Campos Novos e retornou ao Paraná no dia 1º. Segundo a superintendente de Vigilância em Saúde do estado, Vera Drehmer, ele começou a sentir os sintomas no dia 4 e foi internado no dia 7 o que equivale ao período de encubação do vírus da febre amarela.

- Em nenhum momento, os médicos identificaram febre amarela, mas como ele apresentou quadro de síndrome íctero-hemorrágica (hemorragia no fígado) e esteve em uma área de risco, não podemos descartar a hipótese - explicou Drehmer.

Ainda segundo a superintendente, as suspeitas mais fortes são de dengue, leptospirose ou hantavirose.

- Pedimos exames de todas as doenças que apresentam essa síndrome, mas nada específico sobre febre amarela - alegou.

O diagnóstico sobre os exames para essas doenças deve sair em aproximadamente três dias. De acordo com Drehmer, o Paraná não notificou casos de morte de macacos que possam levantar suspeitas de febre amarela na região.