Representante do Brasil embraca para Venezuela libertar reféns

Agência Brasil

BRASÍLIA - O assessor especial para Assuntos Internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, embarca no início da tarde desta quinta-feira para Caracas, capital da Venezuela, de acordo com previsão do Palácio do Planalto. Ele vai integrar o grupo de observadores que acompanhará o resgate amanhã (28) de três reféns em poder das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

O diplomata Hélio Cardoso deve acompanhar Garcia. O assessor da Presidência disse ontem (26) à Agência Brasil que verificará in loco a entrega dos reféns. Representantes do Equador, Argentina, Cuba, Bolívia e França também estão no grupo.

A operação de resgate dos reféns foi anunciada na quarta-feira, pelo presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com o aval do presidente colombiano, Álvaro Uribe. No entanto, para entrar no território da Colômbia, Uribe impôs que os aviões venezuelanos usados na missão sejam identificados com o emblema da Cruz Vermelha Internacional.

Serão libertados a assessora da ex-candidata à presidência da Colômbia Ingrid Betancourt, Clara Rojas; o filho de três anos da assessora e a ex-deputada Consuelo Gonzáles. Consuelo foi sequestrada em 2003. Clara, em 2002. Seu filho, Emmanuel, é fruto da relação com um integrante das Farc e nasceu no cativeiro.