PRF ainda não tem data para prova de concurso cancelado por fraude

Daniel Lima, Agência Brasil

BRASÍLIA - O Departamento de Polícia Rodoviária Federal ainda não sabe quando irá realizar um novo concurso para preencher as 340 vagas de agente depois que as provas que seriam realizadas neste domingoforam suspensas por causa da tentativa de fraude.

Segundo informações do inspetor Neemias Carvalho, presidente da Comissão Nacional de Concurso da DPRF, uma pessoa foi detida, neste sábado, no Rio de Janeiro de posse de uma fotocópia das questões do concurso que seria aplicado nos estados das Regiões Centro-Oeste e Norte.

Das 340 vagas oferecidas por meio de seleção pública, 194 são destinadas ao estado do Pará e 146 para o Mato Grosso. Mais de 122 mil pessoas se inscreveram no concurso elaborado pelo Núcleo de Comunicação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NCE-UFRJ).

- No primeiro instante, nós suspendemos a realização nacional da prova até o próximo ano e estamos iniciando um processo de investigação para descobrir os autores da fraude - informou Neemias Carvalho.

Ele disse que todas as inscrições serão mantidas e as pessoas que se sentirem lesadas podem ser ressarcidas do valor das inscrições. Já os candidatos que se deslocaram de outros estados para participar da seleção, segundo o inspetor, terão que entrar na Justiça contra o responsável pela elaboração da prova, o NCE para pedir de volta os valores gastos com transporte e hospedagem uma vez que a legislação não prevê o ressarcimento com viagens e estadias.

O inspetor informou que o NCE ainda não conseguiu justificar até o momento o vazamento. O núcleo, segundo ele, ganhou o direitode realizar a seleção por meio de licitação pública e é o responsável pela impressão e guarda da provas.

- Foi uma grande surpresa o fato. Por força de contrato é responsabilidade deles a impressão e guarda do sigilo da prova. A Polícia Rodoviária apenas observa. Mas durante todos os processos seletivos, que ocorrem, principalmente, na área de segurança pública, nós começamos as investigações desde o período de inscrições - informou.

A Polícia Rodoviária Federal tem orientado os candidatos sobre a suspensão do concurso para ligarem para o telefone 0800-727-3333 do NCE.

No site do núcleo apenas uma nota informa que "a aplicação das provas objetivas e de redação do Concurso Público para provimento de vagas de Policial Rodoviário Federal, regido pelo Edital nº 1/2007 - PRF, de 05 de outubro de 2007, marcada para o dia 09 de dezembro de 2007, está cancelada".

A nota informa ainda que os candidatos serão, oportunamente, informados de novas datas por meio de publicação específica no Diário Oficial da União e no endereço eletrônico www.nce.ufrj.br/concursos

- A maior frustração da Polícia Rodoviária Federal é que há mais de dois anos a gente vem trabalhando para esse concurso e ocorre um fato desse que frustra o que a gente planejava. Inclusive a gente estava contanto com o pessoal aprovado no concurso para reforçar o problema de segurança - lamentou o inspetor Carvalho.

Ele admitiu que o cancelamento vai causar um atraso na contração de servidores para reforçar a segurança principalmente no Estado do Pará.

Em Brasília, alguns candidatos se dirigiram à sede da Polícia Rodoviária Federal para ter mais informações. Foi o caso do estudante Alyson de Santos Lima, que saiu de Belo Horizonte, de automóvel, às 6 h, chegou em Brasília às 15 h, para pernoitar na Capital Federal e fazer o concurso neste domingo.

- [É] Muita decepção porque eu estudei muito. Gerou tanta expectativa da família e dos amigos. E agora chegar aqui e ter que esperar de novo, já fica aquela insegurança também em relação à prova, disse.

Por causa do grande números de acessos dos candidatos, o site da Polícia Rodoviária Federal, onde está a nota oficial do órgão explicando o cancelamento ficou fora do ar durante todo o dia, só retornando no fim da tarde.