Termina ocupação da sede da Funasa em Manaus

Agência JB

MANAUS - Depois de 16 dias de ocupação, cerca de 150 indígenas deixaram nesta sexta-feira a sede da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). Segundo um dos líderes responsáveis pelo movimento, Wuarlen Mura, apesar de não terem sido atendidos em todas as exigências, os indígenas não tinham mais motivos para continuar no local.

- Não conseguimos alcançar 100% das nossas reivindicações, mas temos o suficiente para desocupar o prédio -afirmou o representante da etnia Mura.

Também hoje foi apresentado o novo coordenador da Funasa no Amazonas, que é o servidor Narciso Cardoso Barbosa. Segundo o diretor do Departamento de Saúde Indígena da Funasa, Wanderley Guenka, foi uma indicação unânime. Barbosa faz parte do quadro da instituição há 21 anos, mas, desde dezembro de 2003, estava cedido para um núcleo do Ministério da Saúde.

Desde o dia 13 deste mês, os indígenas de diversas etnias e municípios do Amazonas estavam acampados na sede da Funasa em Manaus. Entre as principais exigências estavam a mudança na coordenação e a revogação da portaria 2.656 do Ministério da Saúde, que regulamenta o repasse dos recursos destinados à saúde indígena. A situação foi cotrolada nesta semana, quando quando o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, anunciou intervenção de 120 dias na instituição para efetivar a reestruturação dos trabalhos, após uma reunião com as lideranças do Amazonas e dirigentes da Funasa em Brasília.

Com informações da Agência Brasil