UNE diz apoiar com ressalvas o programa de expansão das federais

Agência Brasil

BRASÍLIA - A presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Lúcia Stumpf, considerou positivo o alto índice parcial de adesão das instituições de ensino superior ao programa Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni), do Ministério da Educação (MEC), para a ampliação de vagas que atendam às parcelas da população excluídas das instituições públicas de ensino superior.

Ela avaliou, no entanto, que poderia ser maior o tempo de debate para adesão ao Reuni. E defendeu uma adequação no aspecto financeiro.

- Não há garantia de que o orçamento global do MEC em 2008 será maior, o que significa que vai haver uma realocação de recursos para as universidades federais, e não um aumento de investimentos na educação. A UNE quer que 7% do Produto Interno Bruto [(PIB, a soma das riquezas produzidas no país)] sejam aplicados no setor - ressaltou.

Segundo Stumpf, muitos projetos enviados ao MEC incluíram sugestões do movimento estudantil, como construção de novas moradias e bandejões para apoiar os estudantes mais carentes. Essas medidas, comentou, ajudam a combater evasão, apontada como maior problema da universidade pública no Brasil.

- Em média, apenas 40% dos que iniciam cursos estão concluindo - lembrou a dirigente, que também condenou a recente ocupação de reitorias promovida por alguns grupos.

- São pessoas que questionam a ampliação de vagas e tentam de forma autoritária impedir a deliberação dos conselhos universitários. É uma postura conservadora, de quem já tem uma vaga assegurada e não quer discutir a necessária ampliação da universidade pública no Brasil - criticou.

Lúcia Stumpf disse considerar melhor para os estudantes o debate democrático, dentro de cada universidade, dos projetos que forem aprovados. E destacou questões como ampliação de vagas no período noturno, assistência estudantil e garantias de mobilidade.

- Nós rechaçamos, por exemplo, propostas de bacharelado interdisciplinar que existem em determinados projetos. Vamos ter que avaliar cada caso - concluiu.