Rodovias federais vão a leilão nesta terça-feira

Agência JB

RIO - O leilão do segundo lote de concessões de rodovias federais será realizado nesta terça-feira, na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) a partir das 14 hs. Os sete lotes irão a leilão com uma tarifa de referência 15,83% menor, em média, que os valores propostos no final do ano passado, resultado de decisão do Governo Federal de reduzir a Taxa Interna de Retorno (TIR) sobre a parcela do capital próprio dos investidores que arrematarem os lotes.

O leilão dos sete trechos rodoviários será feito por meio de propostas fechadas apresentadas pelos grupos ou consórcios interessados. Ganhará o grupo que apresentar a menor proposta. Os contratos com os grupos vencedores devem ser assinados em janeiro de 2008. A cobrança dos pedágios será iniciada somente após os consórcios vencedores concluírem um programa mínimo de investimentos para melhoria das condições das rodovias e estima-se que os grupos levarão seis meses para concluir as obras.

Ao longo dos próximos 25 anos, prazo das concessões, os consórcios vencedores investirão cerca de R$ 20 bilhões, em valores de hoje, nos seguintes trechos que serão licitados:

BR-153/SP Divisa MG/SP - Divisa SP/PR

BR 116/PR/SC Curitiba - Divisa SC/PR

BR-393/RJ Divisa MG/RJ

BR-101/RJ Divisa RJ/ES - Ponte Pres. Costa e Silva

BR-381/MG/SP B. Horizonte-São Paulo

BR-116-SP/PR São Paulo - Curitiba

BR-116/376/PR e 101/SC Curitiba -Florianópolis

No entanto, A Justiça Federal do Paraná concedeu uma liminar ao Ministério Público Federal que suspende o leilão de rodovias federais que passam pelo Estado.

Dos sete lotes de estradas do leilão, três passam pelo Paraná, inclusive um trecho da rodovia Régis Bitencourt, considerado uma dos mais rentáveis da licitação.