PF investigará senador Wellington Salgado por sonegação de impostos

Agência JB

BRASÍLIA - A Polícia Federal vai investigar o senador Wellington Salgado (PMDB-MG) por crime de sonegação de impostos. Ao acatar pedido do Ministério Público Federal, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta segunda-feira a abertura do inquérito.

O MPF apura se o senador, quando dirigia a Associação Salgado de Oliveira de Educação e Cultura (Asoec), teria cometido crime contra a ordem tributária.

No despacho, o ministro Celso de Mello determina que a Polícia Federal, num prazo de 60 dias, realize investigações e tome os depoimentos do senador Wellington Salgado e de outros integrantes da diretoria da Asoec.

Salgado disse que o procedimento do ministro Celso de Mello está correto e que seus advogados já estão cuidando do caso. E negou que seja sonegador: - Em todas as minhas declarações eu tenho colocado a existência da divida.

O senador informou ainda que a Asoec é uma empresa familiar, que existe há mais de 40 anos, e que no inquérito estão arrolados ele e seus irmãos. - A dívida vai ser paga e o que resta saber é se houve crime ou não - concluiu.

Salgado é suspeito de ter sonegado quase R$ 12 milhões de recursos públicos, de maio de 2000 a dezembro de 2002 e de março de 2003 a dezembro de 2005, períodos em que teria dirigido a associação.