Mercadante: maioria do PT apóia saída de Calheiros

Portal Terra

BRASÍLIA - O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) afirmou nesta segunda-feira que a maioria da bancada petista está unida com a oposição pela saída do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Na opinião de Mercadante, toda a crise na Casa continua devido à permanência de Calheiros na presidência.

A líder do PT na Casa, Ideli Salvatti (SC), no entanto, não confirma que esta é uma posição do partido. Mercadante disse que a bancada se reúne na terça e que a decisão de um anúncio oficial pode ser feito depois do encontro.

- Eu acho que o que estamos vivendo é uma crise cuja a origem é a permanência de Renan. Por isso estamos fazendo um movimento suprapartidário para pedir seu afastamento. E todos os senadores (do PT) apoiaram as decisões que eu tenho tomado - afirmou o Mercadante.

A afirmação do senador foi feita depois da denúncia de que Calheiros teria tentado espionar dois senadores da oposição, Demóstenes Torres (Democratas-GO) e Marconi Perillo (PSDB-GO).

Mercadante considera o fato de Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) e Pedro Simon (PMDB-RS) terem sido substituídos na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa por Almeida Lima (PMDB-SE) e Paulo Duque (PMDB-RJ) como um agravante. Os dois senadores, da ala independente do PMDB, fazem oposição à permanência de Calheiros na presidência da Casa.