Democratas decide assinar com PSDB quinta ação contra Renan

Agência JB

RIO - O líder do Democratas, José Agripino Maia (RN), divulgou nesta segunda-feira, dia 8, que o partido decidiu assinar a quinta representação contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Para tal, Maia disse que só aguarda um pronunciamento oficial do peemedebista.

Maia explicou que, caso Calheiros convença Demóstenes Torres (Democratas-GO) de sua inocência, o partido pode mudar de idéia. No entanto, a possibilidade é remota já que na manhã desta segunda, Demóstenes assegurou estar seguro de que as acusações merecem uma nova representação .

Torres teria afirmado que Renan não é o procurador, não é ministro do Supremo, portanto ele está agindo contra a lei. Ele não tem o direito de investigar ninguém". Para Torres, isso não é normal, não é digno, não é decoro".

Demóstenes Torres acredita ainda que Calheiros se contradiz ao manter Francisco Escórcio como seu assessor.

- Não há qualquer demonstração de que ele tenha se assustado com a atitude do servidor. Então, se Calheiros diz que não tem nada com isso, o mínimo que tem que fazer é mandar seu assessor embora - completou o senador.