Lula assina acordo de incorporação do Besc pelo Banco do Brasil

Agência Brasil

BRASÍLIA - O presidente Lula passa a sexta-feira em Santa Catarina, onde cumpre compromissos em Florianópolis e Chapecó. Logo de manhã, ele participa da assinatura de acordo que prevê a incorporação do Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) pelo Banco do Brasil (BB).

Trata-se de um termo aditivo ao contrato de federalização do Besc que, na prática, não será mais privatizado como previsto no contrato original de federalização firmado em 1999, e passará para o controle do BB. Para entrar em vigor, o termo terá que ser aprovado pelo Senado. A cerimônia ocorre às 10 horas, no Centro Integrado de Cultura Professor Henrique da Silva Fontes, na capital catarinense. Estarão presentes o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o governador de Santa Catarina, Luiz Henrique.

À tarde, depois de um almoço com autoridades estaduais, Lula viaja para Chapecó onde visita, às 15 horas, as obras da usina hidrelétrica que está sendo construída na região. As primeiras turbinas devem entrar em operação em agosto de 2010. Quando estiver concluída, em março de 2011, a usina terá capacidade de gerar 855 megawatts de energia. A hidrelétrica, que está sendo erguida no Rio Uruguai, na divisa entre Águas de Chapecó (SC) e Alpestre (RS), deve consumir R$ 2,2 bilhões em investimentos, sendo 40% recursos do governo federal.

Depois da visita ao empreendimento, Lula e comitiva deixam Chapecó às 17 horas, com destino a Brasília. O desembarque na Base Aérea está previsto para as 19h15.