Jucá apóia decisão do STF sobre fidelidade partidária

Agência JB

RIO - O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), ficou satisfeito com a decisão do Supremo Tribunal Federal de que a infidelidade partidária pode resultar em perda de mandato para os parlamentares eleitos por esse sistema. Para ele, é necessário acabar com o voto proporcional, instalando o voto majoritário também para vereadores, deputados estaduais e federais.

Ao sustentar que o Congresso Nacional deveria alterar a legislação eleitoral, Jucá afirmou que "serão necessárias regras claras e definitivas para que não haja surpresas nas eleições de 2010". Nesse ano, serão eleitos deputados estaduais e federais (eleitos pelo sistema proporcional) e também senadores, governadores e o presidente da República (eleitos pelo sistema majoritário).

Com agências