Edema e infecção causaram morte de bebê jogado no rio em MG

Ney Rubens, Portal Terra

BELO HORIZONTE - A causa morte do bebê jogado no rio Arrudas, em Contagem (MG), foi uma parada cardíaca provocada por edema cerebral e infecção generalizada. A informação consta no laudo da Maternidade Municipal de Contagem divulgado nesta sexta-feira. A menina morreu na noite de quinta-feira.

De acordo com os médicos, a infecção generalizada teria sido causada pelo contato com a água poluída do rio Arrudas. O edema pulmonar teria como causa o fato de a criança ter ficado sem respirar por cerca de 5 minutos quando foi jogada no rio.

O corpo do bebê ainda está no IML e, como está sob responsabilidade da Vara da Infância e da Juventude, deve ficar no local até uma decisão da Justiça. O laudo do IML sobre a morte do bebê deve sair em 30 dias.

Desde quarta-feira, os medicamentos que mantinham a menina em coma induzido foram suspensos, mas ela não respondeu a nenhum estímulo.

A mãe do bebê, Elisabete Cordeiro dos Santos, 25 anos, confessou à polícia ter jogado a filha no rio e será indiciada por homicídio doloso, quando há a intenção de matar.