Cristovam: 'Fidelidade deveria ser algo entranhado em cada político'

Agência JB

RIO - Para o senador Cristovam Buarque (PDT), a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de considerar que o mandato pertence ao partido, e não ao parlamentar, não resolve os problemas políticos do país. A declaração foi feita em Plenário nesta sexta-feira, dia 5.

- A fidelidade deve ser manifestada em relação aos princípios do partido, e não somente à sigla. Ela deveria estar presente, de forma natural, no comportamento dos políticos para que não houvesse necessidade de manifestações como a do STF. Tanto os políticos como os partidos devem ser fiéis aos compromissos assumidos com os eleitores ressaltou o senador.

Cristovam disse que tal idéia deveria ser algo tão entranhado dentro de cada político que não deveria ser necessário que o Supremo Tribunal se intrometesse na questão .

O senador lembrou que alguns políticos se afastaram de seus partidos para continuarem fiéis a princípios que consideram fundamentais. Como exemplo, citou o seu próprio afastamento e o da ex-senadora Heloísa Helena do PT, por discordarem da atuação do partido.

- Quem é mais infiel? Quem saiu, por exemplo, do PT, como eu, por discordar do encaminhamento das coisas ou quem ficou e aceitou a mudança de princípios? Mudei de partido para continuar fiel aos princípios, mudei de partido para ser coerente ponderou.

Com agências