Ellen Gracie inicia sessão do mensalão do STF

Agência JB

RIO - A presidente do STF, ministra Ellen Gracie inicia a sessão, no Supremo Tribunal Federal (STF), checando os registros de presença dos advogados de defesa dos acusados ) para o julgamento que decidirá sobre a abertura ou não de ações penais contra os envolvidas, denunciados pela Procuradoria da União em 30 de março do ano passado. Por volta das 10h, 18 advogados de defesa já haviam chegado ao STF. Por volta das 10h, 18 advogados de defesa já haviam chegado ao STF.

Entre os presentes estava José Luiz de Oliveira, que defenderá o ex-ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu. Oliveira afirmou que não faria comentários sobre o seu cliente antes do término do julgamento, previsto para sexta-feira. Já o advogado do deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP), Marcelo Bessa, disse ao chegar ao tribunal que "a denúncia não tem justa causa e é inepta".

João Carlos Dias, advogado de dois diretores do Banco Rural, Cátia Rabello e José Roberto Salgado, disse ao chegar ao STF que a denúncia do procurador geral da República, Antônio Fernado de Souza é absurda.

- É difícil sintetizar a defesa, mas é um absurdo imaginar que eles participaram de uma quadrilha onde todos tinham interesse de beneficiar parlamentares. eles emprestaram dinheiro para as empresas de Marcos Valério, mas não imaginavam que o dinheiro seria usado ilicitamente.

O advogado disse ainda que espera que os ministros do Supremo fiquem imunes das pressões exercidas pela mídia sobre o caso.

Com informações do Portal Terra.