Denúncia contra Dirceu é "peça de ficção", diz advogado

Agência JB

RIO - José Luiz de Oliveira, advogado do ex-ministro chefe da Casa Civil, José Dirceu, diz que não há na denúncia nenhuma descrição da conduta que teria ocorrido em crime, por parte de Dirceu. José desqualifica a acusação do procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza sobre o esquema do mensalão.

Durante odefesa oral, Oliveira , disse que a denúncia é uma "peça de ficção".

- O ex-ministro José Dirceu foi ao meu escritório e me perguntou do que estava sendo acusado e eu respondi que não sabia. Eu estava ansioso para ouvir a acusação oral do procurador para saber que acusações ele tinha contra o meu cliente, e não ouvi nenhuma acusação individualizada. Ouvi sim conclusões vagas, sem individualização de culpa - disse.

Sobre a acusação de corrupção ativa, Oliveira disse que "fica clara a peça de ficção que é a denúncia", atacou.

Oliveira questionou ainda os critérios usados pelo procurador para usar testemunhos na sua peça de acusação. Segundo ele, o procurador deu credibilidade às declarações de Marcos Valério sobre os empréstimos e deixou de lado outros depoimentos que diziam o contrário.

- Ele dá credibilidade a fala de Roberto Jefferson. Qual a credibilidade do ex-deputado. Ao que me consta ele foi cassado porque mentiu - salientou.

- Chamam meu cliente de chefe de organização criminosa e não descrevem a culpa - finalizou.