Lula: 'Empresas não precisam lotar aviões'

Agência Brasil

SÃO PAULO - Ao visitar a sede da Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) em São josé dos Campos (SP) nesta terça-feira, o presidente Lula disse acreditar que as empresas de aviação civil vão se convencer de que não é preciso lotar aviões.

- Possivelmente, o gesto que a BRA está fazendo neste momento será repetido por outras empresas, porque algumas também vão se convencer de que não precisa colocar avião de 200, 300 passageiros para lotar. Às vezes, pode colocar um pouco menos, porque o brasileiro está recuperando a sua renda, o brasileiro está podendo viajar um pouco mais, as empresas de turismo estão fazendo financiamento para que as pessoas paguem a possibilidade de viajar - afirmou.

A BRA será a primeira empresa aérea nacional a operar a linha Embraer 170/190, de aviões conhecidos como E-Jets. Eles terão 118 assentos em classe única e começarão a ser entregues no segundo semestre de 2008.

- Essa combinação, neste instante, pode significar uma novidade extraordinária e uma revolução no conceito da aviação brasileira - disse Lula.

Durante a visita à fábrica, o presidente conheceu o novo modelo fabricado pela Embraer e reafirmou que entrega a vida a Deus quando entra em um avião.

- Eu sou muito corajoso. Quando eu entro num avião, eu entrego a Deus a minha vida, à qualidade tecnológica do avião e ao piloto, e aí seja o que Deus quiser. Porque realmente entrar num avião e ver ele semi-acabado é, na verdade, uma coisa que dá medo, porque não é aquela garantia toda que a gente vê quando ele está pronto - concluiu.