Laudo da PF sobre documentos de Renan é conclusivo, diz senador

REUTERS

BRASÍLIA - A Polícia Federal entregou na noite desta terça-feira à secretária-geral do Senado um relatório considerado "conclusivo" a respeito dos negócios agropecuários do presidente da Casa, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que responde a processo no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar.

O relatório foi recebido pelo vice-presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC), na presença de muitos senadores, e foi lacrado para ser entregue ao presidente do Conselho de Ética, senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO).

"Perguntei aos peritos se o relatório é conclusivo, e eles responderam que sim", disse a jornalistas o senador Wellington Salgado (PMDB-MG), um dos membros do Conselho de Ética.

Segundo Salgado, os policiais responderam aos 30 quesitos formulados pelo Conselho sobre a autenticidade ou não dos documentos apresentados por Renan para justificar renda e patrimônio.

No início do processo contra Renan, em junho, a Polícia Federal chegou a preparar um laudo sobre a autenticidade dos documentos apresentados pelo senador, que apontava irregularidades, mas não foi considerado conclusivo.

O presidente do Senado é acusado de ter despesas pessoais pagas por um suposto lobista de uma construtora e apresentou documentos de seus negócios agropecuários para provar que possui renda para arcar com esses compromissos.