Deputados adiam votação de medidas provisórias que trancam a pauta

Agência JB

BRASÍLIA - A Câmara dos Deputados adiou para esta quarta-feira a votação das quatro medidas provisórias que trancam a pauta. Os partidos de oposição PSDB, DEM, PPS e P-SOL obstruíram a votação da MP 375, primeiro item da pauta, com a apresentação de vários requerimentos de retirada e de votações artigo por artigo. A MP reajusta os salários para os cargos em comissão da administração federal.

A obstrução, segundo os líderes dos partidos de oposição, foi definida porque o relator da MP, deputado Eliene Lima (PP-MT), considerou inconstitucional ou inadequada, orçamentária e financeiramente, a maioria das emendas que visavam alterar o texto do governo. Ele rejeitou todas as emendas e recomendou a aprovação do texto original.

Ao encerrar a sessão, o primeiro vice-presidente da Câmara e presidente em exercício, deputado Nárcio Rodrigues (PSDB-MG), convocou sessão extraordinária para as 9 horas de amanhã, quando pretende continuar a discussão e votação da MP 375 e das outras três que trancam a pauta.