CPI pede quebra de sigilo de diretora da Anac

Portal Terra

BRASÍLIA - A CPI do Apagão Aéreo do Senado aprovou nesta terça-feira a quebra de sigilo bancário, fiscal e telefônico da diretora da Agência Naional de Aviação Civil (Anac), Denise Abreu. O requerimento foi aprovado por unanimidade e pede a quebra desde janeiro de 2003.

O relator da CPI , Demóstenes Torres (Democratas - GO), quer investigar se Denise Abreu teria favorecido um amigo pessoal, que atua no aeroporto de Riberão Preto (SP), fazendo lobby para transferir o setor de cargas de Guarulhos e Viracopos para Riberão. Além do sigilo de Denise, a CPI aprovou também outros nove requerimentos de quebra de sigilo.

A CPI vai ter acesso às contas e às ligações telefônicas de pessoas ligadas à Infraero e à FF3 Comunicação, empresa de publicidade que presta serviço nos aeroportos do país. A intenção dos senadores é apurar possíveis irregularidades em litações.