MG: MPF pede interdição de trecho da BR-393

Portal Terra

BELO HORIZONTE - O Ministério Público Federal (MPF) em Minas Gerais ajuizou nesta segunda-feira uma ação civil pública para obrigar o Departamento Nacional de Infra-Estrutura e Transportes (Dnit) a recuperar mais uma rodovia federal que corta o Estado. O órgão pede a interdição do trecho da BR-393 que fica entre as cidades de Além Paraíba e Pirapetinga, na Zona da Mata mineira.

Na ação, os procuradores apontam irregularidades como buracos na pista, erosões, falta de sinalização e fiscalização em todo o percurso.

O MPF pede ainda que o Dnit seja responsabilizado por danos materiais e morais dos motoristas que passarem pelo local, devido ao péssimo estado de conservação da rodovia. A ação foi ajuizada na 2ª Vara da Justiça Federal em Juiz de Fora.

No dia 7 de agosto, um trecho da BR-354, que liga o noroeste de Minas Gerais ao Rio de Janeiro, já havia sido interditado por determinação do juiz federal Feline de Oliveira, de Juiz de Fora. O bloqueio do trânsito aconteceu em 140 km da rodovia entre a cidade de Patos de Minas e a BR-262.

A decisão judicial também teve como base uma ação civil pública movida pelos Ministérios Públicos Federal, Estadual e por empresários da região, que reclamam das péssimas condições da estrada.

Sobre a ação do MPF que pede a interdição da BR-393, a assessoria do Dnit em Belo Horizonte informou que o órgão não foi notificado da ação, portanto não pode se pronunciar sobre o assunto.

Já sobre a interdição da BR-354, o Dnit explicou que no próximo dia 10 de setembro será aberta a licitação para a contratação de uma empresa que vai recuperar a rodovia.