Adiada novamente a entrega de perícia sobre defesa de Renan

Agência Brasil

BRASÍLIA - Foi adiada mais uma vez a entrega do resultado da perícia da Polícia Federal nos documentos apresentados ao Conselho de Ética pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Segundo a assessoria de imprensa do presidente do conselho, Leomar Quintanilha (PMDB-TO) recebeu no final da tarde documentação da Secretaria de Agricultura de Alagoas, que será encaminhada aos peritos da Polícia Federal.

Quinanilha comunicou os relatores da necessidade de cancelar a reunião e enviar os documentos para análise dos peritos. A assessoria de imprensa de Quintanilha não soube informar se o material é do presidente Renan Calheiros, das empresas que afirmou ter vendido gado ou se de ambos.

Logo que recebeu a documentação, o presidente do conselho telefonou aos senadores Renato Casagrande (PSB-ES), Marisa Serrano (PSDB-MS) e Almeida Lima (PMDB-SE), integrantes da comissão de relatores para comunicar o recebimento do material e cancelar a reunião prevista para esta terça às 10 horas, quando estava previsto receber a perícia da Polícia Federal.

A comissão investiga se Renan Calheiros teve contas pessoais pagas por um funcionário da empresa Mendes Júnior. Os documentos apresentados ao conselho por Renan seriam a prova de que ele possuiria rendimentos suficientes para pagar uma pensão de R$ 12 mil à jornalista Mônica Veloso, com quem tem uma filha.