Liminar do TSE suspende cassação de Pudim

Agência JB

RIO - O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Ayres Brito concedeu na noite de quinta-feira, liminar que dá efeito suspensivo à decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que indicava a cassação do deputado federal Geraldo Pudim (PMDB-RJ). Pudim teria que aguardar o julgamento do TSE sem mandato, caso não fosse concedida a liminar.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, desembargador Roberto Wider, comunicou à Câmara dos Deputados, na tarde de quinta-feira, por fax, a cassação do deputado eleito com 272 mil 457 votos.

A comunicação foi feita após a publicação, no Diário Oficial, do resultado da sessão do TRE-RJ da última quinta-feira, quando foram julgados os recursos do deputado Pudim, dos ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho, e do ex-presidente da Fundação DER, Henrique Ribeiro.

Por unanimidade, o TRE-RJ manteve a cassação de Pudim e a inelegibilidade por três anos dos outros envolvidos no processo. Todos foram, ainda, multados em 100 mil Ufirs.