Infraero: Pista de Guarulhos ficará interditada por dois meses

Agência Brasil

SÃO PAULO - O presidente da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), Sérgio Gaudenzi, disse nesta sexta-feira, dia 17, que a pista principal do Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos (SP), deverá ficar interditada entre 50 e 70 dias, para a conclusão da primeira etapa de sua reforma, a ser iniciada na semana que vem. Nessa fase, os 1,4 mil metros da parte central da pista passarão por reparos.

Segundo Gaudenzi, a interdição da pista, inicialmente prevista para janeiro, foi antecipada para evitar o fechamento durante o período de férias e para que as obras não coincidissem com o período de chuvas.

- Nós fizemos o remanejamento em função do movimento do final do ano e também porque depois nós íamos pegar uma época de chuva e aí nós teríamos um cronograma que teria que ser ajustado à chuva - disse ele. Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Defesa, a segunda etapa da obra, prevista para começar em 11 de outubro, interditará um trecho de 1,7 mil metros, sendo que 1,3 mil serão reformados, e o restante será mantido como área de escape.

Os outros 2 mil metros ficarão livres para pousos e decolagens. Após a conclusão dessa fase, prevista para 30 de novembro, as obras serão suspensas, e a pista voltará a operar em toda a sua extensão.

A reforma do trecho final terá início em abril de 2008. Na terceira etapa, a pista será usada na extensão reformada nas duas etapas anteriores.

O cronograma prevê ainda que a conclusão das ranhuras (grooving) na pista principal do aeroporto de Congonhas será antecipada de 25 de setembro para 6 de setembro.