Médicos de PE encerram greve e voltam a hospitais

Portal Terra

RIO - O Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe) decidiu, em assembléia realizada na noite de terça-feira, retornar nesta quarta-feira aos hospitais, após 18 dias de greve. A proposta salarial do Estado, de reajustar os salários em 26% foi aceita. Com o aumento, o piso dos plantonistas e diaristas passou de R$ 1,4 mil para R$ 1,9 mil. A gratificação de plantão foi reajustada em 66%, passando de R$ 600 para R$ 1 mil. Com isso, a remuneração total será elevada de R$ 2 mil para R$ 2,9 mil.

A greve dos médicos contou com o apoio de pelo menos 350 profissionais, de acordo com o sindicato. Durante a paralisação, atendimento nas emergências do Sistema Único de Saúde (SUS) foi prejudicado. Cirurgias programadas com antecedência deixaram de ser marcadas nos hospitais Otávio de Freitas e Getúlio Vargas por determinação da Secretaria Estadual de Saúde.

O secretário de Saúde de Pernambuco, Jorge Gomes, chegou a contratar serviços de helicópteros e UTIs móveis para transportar pacientes graves à Paraíba e ao Ceará.

Na terça, em uma reunião na Assembléia Legislativa de Pernambuco, mediada pelo presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-PE), Jayme Asfora, governo e grevistas chegaram a um consenso.

O acordo incluiu, além do reajuste salarial, um termo de compromisso que exige melhorias nas unidades de saúde, aprovado pelo Estado. Entre as exigências, está a revogação do processo judicial contra 28 ortopedistas que abandonaram os cargos. Segundo o presidente do Simepe, Mário Fernando Lins, a categoria vai continuar pressionando o governo por melhores condições nos hospitais.

Na segunda-feira, os médicos recuaram e aceitaram reduzir o índice de reajuste exigido. O anúncio ocorreu no mesmo dia em que o governo do Estado começou a contratar 120 médicos para substituir os 134 que se demitiram nas últimas três semanas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais