Gol: Famílias de vítimas entregam manifesto a Jobim

Portal Terra

BRASÍLIA - Os familiares das vítimas do acidente da Gol, ocorrido em setembro do ano passado, entregaram nesta quarta-feira ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, um manifesto pedindo apoio do governo. No documento, as famílias dizem que 10 meses se passaram do acidente e, até agora, conseguiram poucas respostas e resultados referentes às investigações.

- Neste momento, em que vimos acontecer mais uma tragédia em nosso país, sendo que ainda feridas anteriores não haviam sido cicatrizadas, buscamos novamente um órgão do governo que nos auxilie - diz o documento.

Os familiares reclamam que ainda estão em busca de autorização para ter acesso às informações contidas na caixa-preta do Boeing da Gol envolvido no acidente e que também buscam apoio com relação à vinda dos pilotos do jato Legacy (com o qual o Boeing chocou-se) para prestar informações.

Os familiares também mostraram indignação com a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). - Tudo o que queremos é um tratamento respeitoso das autoridades competentes, passando informações claras e periódicas da real situação. Estamos nos sentindo desrespeitados e enganados na nossa dor - diz o documento.

O manifesto foi entregue no fim do depoimento do ministro à CPI do Apagão Aéreo no Senado. Após o depoimento, o ministro fez uma visita ao presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais