Representação contra Renan vai ao Conselho de Ética

Portal Terra

BRASÍLIA - Por cinco votos a dois, a Mesa Diretora do Senado decidiu enviar nova representação contra o presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), ao Conselho de Ética. Os únicos senadores a votarem contra os encaminhamentos foram Tião Viana (PT-AC) e Papaléo Paes (PSDB - AP).

A nova representação, que foi protocolada pelo Psol, diz respeito às denúncias de que Calheiros teria favorecido a empresa de bebida Schincariol. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR), que votou a favor de encaminhar a representação ao conselho, argumenta que o regimento da Casa não permite o arquivamento.

- A mesa transferiu a matéria a quem compete decidir, que é o Conselho de Ética - afirmou Dias.

A decisão do colegiado contradiz parecer da assessoria jurídica do Senado, divulgado na manha desta terça-feira, de que uma representação nao poderia ser baseada apenas em fatos jornalísticos sem provas.

O presidente Calheiros já responde a um processo no conselho referente a suspeitas de que teria contas pagas por um lobista. O Democratas e os tucanos também decidiram hoje que vão apresentar uma terceira representação baseada em acusações de que Calheiros teria usado laranjas para comprar emissoras de rádio em Alagoas.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais