Senador contesta interesse de Al Gore sobre aquecimento global

Agência JB

BRASÍLIA - O senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR) contestou nesta quarta-feira em Plenário a versão difundida pelo ex-vice-presidente norte-americano Al Gore sobre o aquecimento global. De acordo com Mozarildo, o documentário produzido por Al Gore- Uma Verdade Inconveniente - teria um apelo publicitário voltado para o futuro lançamento de sua candidatura à Presidência dos Estados Unidos em 2008.

O senador não negou a necessidade de as mudanças climáticas serem enfrentadas em escala mundial. Reafirmou, no entanto, sua posição de que deve haver uma política diferenciada de responsabilização para os países desenvolvidos, os principais responsáveis, conforme afirmou, pela emissão de gases poluentes em decorrência de sua atividade industrial no último século e meio, daquela a ser cobrada dos países em desenvolvimento.

O parlamentar elogiou a posição assumida pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva em recente reunião do G-8 (Alemanha, Itália, Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Japão, França e a Rússia), em que ele cobrou dos países desenvolvidos que assumissem as responsabilidades propostas no Protocolo de Kyoto e ignoradas principalmente pelos Estados Unidos.