Operação Aquarela: Banco investigado convida promotores para reunião

Agência Brasil

BRASÍLIA - Advogados do Banco Regional de Brasília (BRB) convidaram promotores do Ministério Público do Distrito Federal para uma reunião na sede do banco, às 14 horas desta quarta-feira (20), segundo a assessoria de comunicação do MP.

Na semana passada, o ex-presidente do banco, Tarcísio Franklin Martins, foi preso na Operação Aquarela, da Polícia Civil do Distrito Federal, sob acusação de participar de um esquema de desvio de recursos públicos da instituição. Ele foi solto no sábado, junto com os demais suspeitos.

O assunto que será discutido no encontro não foi divulgado pelos advogados e a assessoria de comunicação do BRB sequer confirma a reunião.

Um grupo de trabalho formado por representantes do Ministério Público do DF, do Instituto de Criminalística da Polícia Civil, da Receita Federal, do Departamento de Recuperação de Ativos do Ministério da Justiça e do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), do Ministério da Fazenda, prepara-se para começar a analisar os documentos apreendidos na operação.

Nesta terça, eles se reuniram na sede da Divisão de Combate ao Crime Organizado, em Brasília, para estudar como será feita a verificação do material. Na sexta-feira, eles se encontrarão novamente para definir a estratégia de trabalho na análise dos documentos.