Laudo sobre documentos de Calheiros sai nesta terça-feira

Agência Brasil

BRASÍLIA - O laudo da perícia da Polícia Federal sobre a autenticidade dos documentos apresentados pelo presidente do Senado, Renan Calheiros, em sua defesa no Conselho de Ética da Casa, deve ser concluído nesta terça-feira. De acordo com a assessoria de imprensa da PF, os documentos estão sendo analisados por técnicos da perícia de Brasília e de Alagoas.

O diretor da Secretaria de Controle Interno do Senado, Shalom Granado, também viajou a Alagoas para acompanhar a análise dos documentos. As notas fiscais e guias de transporte que estão sendo avaliadas comprovariam, segundo Calheiros, a existência de fundos para o pagamento de pensões para a jornalista Mônica Veloso, com quem ele teve uma filha.

O processo surgiu após a publicação de uma reportagem da revista Veja, que relatou que o lobista da construtora Mendes Júnior pagaria contas pessoais de Renan Calheiros, relativas a pensão paga à Monica. Após a apresentação dos documentos de defesa, o Jornal Nacional denunciou supostas contradições nas notas fiscais.

O Conselho tem nova reunião marcada para quarta-feira, quando deve analisar o relatório de Epitácio Cafeteira (PTB-MA), que pede o arquivamento das investigações contra o presidente da Casa. Ele se afastou do cargo nesta segunda-feira, acumulado agora pelo presidente do Conselho, Sibá Machado (PT-AC), que deve nomear também hoje um novo relator.