Bispo diz que Brasil será maior país evangélico do mundo

Portal Terra

SÃO PAULO - Os bispos da igreja Renascer em Cristo, Estevam e Sonia Hernandes, que cumprem prisão domiciliar nos Estados Unidos, falaram, nesta quinta-feira, com os milhões de fiéis que participam da 15ª edição da Marcha para Jesus, em São Paulo. Através de um sistema via-satélite direto de Miami, Estevam Hernandes afirmou que "o Brasil será o maior país evangélico do mundo, porque o Senhor determinou". Em nenhum momento, os problemas judiciais do casal foram mencionados.

Durante o pronunciamento, que foi assistido a partir de um telão, o bispo leu uma passagem bíblica do apóstolo João - capítulo três, versículo 16 - e destacou a reunião dos fiéis. Ele vestia uma camiseta da marcha e disse que tem uma "dívida de amor" com os fiéis.

- Hoje é um dia memorável. Reunimos aqui seis milhões de pessoas e isso é uma prova de que a igreja está viva, que este é o templo de Jesus Cristo - afirmou.

- O simples fato de seis milhões de pessoas saírem na rua é algo memorável. Nenhum líder, nenhuma seita, nenhum homem poderia fazer isso. Somente o Senhor, o filho de Deus - completou.

Estevam Hernandes lembrou que o ex-Beatle John Lennon disse que era mais conhecido do que Jesus Cristo. - Certa vez, John Lennon falou que era mais conhecido do que Jesus. Mas, um dia, no Central Park, em Nova Iorque, foi assassinado e ali terminou a sua vida. Porém, Jesus Cristo foi assassinado na cruz e está aqui entre nós - disse.

O bispo ainda fez uma oração e disse que os dependentes químicos do álcool e das drogas seriam libertos. - Hoje você será curado - afirmou aos fiéis.

Ele prometeu também que a marcha do ano que vem será ainda maior que esta, porque "as pessoas que estão aqui hoje sozinhas, trarão os amigos, os vizinhos, e os pais" na próxima edição.

Sônia Hernandes falou rapidamente com os fiéis. Após saudar o público, ela disse que era um dia especial e ficou feliz em ver tanta gente reunida.

- Essa é a igreja gloriosa de Jesus Cristo. Ninguém vai nos impedir de viver o amor em Jesus - declarou.