Operação Xeque-Mate: Polícia ainda busca sete acusados

Agência Brasil

BRASÍLIA - Brasília - A Polícia Federal ainda procura por sete acusados de envolvimento no esquema de fraudes e crimes que beneficiavam jogos ilegais desbaratado pela Operação Xeque-Mate, na última segunda-feira, 4 de junho. Até agora, foram detidos 78 do total de 85 mandados da operação.

Diferentemente do que foi informado antes pela Polícia Federal, foram presos 78 acusados e não 79. Segundo a assessoria de imprensa da Polícia Federal, Hércules Mandetta Neto, irmão do secretário municipal de Saúde de Campo Grande, Luis Henrique Mandetta, estava na lista de presos, mas na verdade ainda está foragido.

Ontem, a PF prendeu o ex-deputado estadual do Paraná Nilton César Servo e seu filho, Victor Emanuel Servo. O ex-deputado é apontado como um dos chefes do esquema de exploração de caça-níqueis no estado, e seu filho é acusado de gerenciar as casas de bingo e as máquinas de caça-níqueis distribuídas por pelo menos três estados: Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Os dois depõem hoje no Mato Grosso do Sul.

De acordo com a Polícia Federal, as prisões são fruto de dois inquéritos separados que tinham investigados em comum. Um inquérito investigava o contrabando de componentes eletrônicos para a utilização em máquinas caça-níqueis, e o outro apurava a corrupção e o possível envolvimento de policiais civis do Mato Grosso do Sul com o tráfico de drogas. Os integrantes da quadrilha estariam pagando propina para que policiais civis fizessem vista grossa na fiscalização de casas de jogos ilegais.

Confira a lista dos 78 detidos pela Polícia Federal:

Presos em Mato Grosso do Sul

- Abel Gimenez Neto

- Adriano Henrique Jurado

- Andrei Cunha

- Antônio Celso Monteiro Catan

- Antônio Trindade Neto

- Aparecido Saraiva da Rocha

- Arlei Silas Portugal

- Carlos Antônio Mantovani

- Cláudia de Oliveira

- Dirceu Garcia de Oliveira

- Durval Quijadas Aro Junior

- Edmo Medina Marquetti

- Edna de Souza Costa

- Ednaldo Rocha Alves

- Edson Gonçalves da Silva

- Edson Ivase

- Elenilton Dutra de Andrade

- Elis Antonio Candido de Souza

- Fábio de Melo Dias

- Fernando Augusto Soares Martins

- Fernando Léo Barbieri

- Genivaldo Alves Cordeiro

- Hélio Ferreira Júnior

- Hiliene dos Santos Queiroz

- Idnel Iziquiel Lopes

- Iraceno Teodoro Alves Neto

- Itacir Fernandes Sebben

- Ivaneide dos Santos

- Ivanildo Santos da Silva

- Jamil Abud júnior

- Jamil Name Filho

- Jean Welber Garcia Pereira

- João Alex monteiro Catan

- João Luiz Frederico

- João Ramos dos Santos

- José Carlos de Souza Prata Tibery

- José Eduardo Abdulahad

- José Lazaro Servo

- José Lopes da Silva Júnior

- José Miguel Celestino

- Jurandir Vieira da Silva

- Kelson Mercy Dias

- Luiz Alfredo Ganassim

- Marcio Cesar de Almeida Dutra

- Márcio Moraes de Paiva

- Marcos Luciano da Silva Sanches

- Maria Dalva Cristina Martins

- Marmo Marcelino Vieira de Arruda

- Micheil Youssef

- Nilton Cesar Servo

- Odiney de Jesus Leite

- Reginaldo da Silva

- Roberto Razuk

- Rogério Amorim Marinho

- Rubens Baptista Filho

- Sérgio Roberto de Carvalho

- Victor Emmanuel Servo

- Zildson Feitosa Gadelha

Presos em São Paulo

- Adolfo Stranghetti Alves Nogueira Lima Júnior

- Alfredo Loureiro Cursino

- Ana Paula Gatti Vital

- Antônio Aparecido Ferreira

- Aparecido Saraiva da Rocha

- Daniela da Silva

- Dario Morelli Filho

- Diogo Aparecido Ferreira

- Ivan Paulo Hodlich

- João José Mucciolo

- Luciana Antunes Ferreira

- Márcio Socorro Pollet

- Renato Costacurta Prata

- Wender Souza da Rocha

- Wladimir Stranghetti Alves Nogueira

Preso em Mato Grosso

- Adelino Ribeiro Tanques

Preso em Rondônia

- Ayres Eduardo Servo Rauen

Preso no DF

- Gildo da Silva Gadelha

Preso no Paraná

- Nilton Cesar Servo Segundo