Controladores responsabilizam pilotos e equipamentos por acidente

Agência Câmara

BRASÍLIA - O controlador de vôo Lucivando Tibúrcio de Alencar leu há pouco, na CPI da Crise Aérea, um manifesto da categoria que responsabiliza os pilotos do jato Legacy e os equipamentos de controle de tráfego pelo acidente que matou os 154 ocupantes do Boeing da Gol em setembro do ano passado. Segundo o manifesto, os controladores são pessoas capazes, preparadas e dispostas ao trabalho, mas estão sendo julgadas de maneira sensacionalista e sem direito a defesa.

Lucivando Tibúrcio de Alencar está sendo interrogado agora pelo relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS). O controlador, no entanto, reserva-se o direito de permanecer em silêncio e responde apenas aos assuntos já citados no manifesto, relativos a críticas ao sistema aéreo e problemas técnicos.

A CPI está reunida no plenário 7.