Polícia fecha rádio sob suspeita de interferir em aeroporto

Agência Brasil

SÃO PAULO - A Polícia Civil de São Paulo fechou na madrugada deste sábado uma emissora de rádio não autorizada pelo Ministério das Comunicações. Segundo a polícia, ela causava interferência na comunicação entre aviões e o Aeroporto de Congonhas.

A operação foi realizada em conjunto com fiscais da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e agentes do Comando da Aeronáutica. As informações são da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

Uma pessoa foi detida e liberada depois de pagar fiança. Todos os equipamentos encontrados foram apreendidos pela polícia e estão no 100° Departamento de Polícia Civil da capital, onde foi lavrado boletim de ocorrência.

A emissora lacrada tinha o nome fantasia de Rádio Virtual e funcionava em 103,5 MHz na região do Jardim ngela, nas proximidades da represa de Guarapiranga.