Suspeito de matar casal é condenado a 41 anos

Portal Terra

SÃO PAULO - Luiz Eduardo Cirino foi condenado pela Justiça de São Paulo a 41 anos e oito meses de prisão pelo roubo à residência e o assassinato do casal Sebastião Esteves Tavares, 71, e Hilda Gonçalves Tavares, 68. O crime aconteceu no dia 17 de novembro de 2006 na casa onde moravam, na rua Caiowaá, no bairro Sumaré, zona oeste da capital paulista. O julgamento aconteceu na quinta-feira.

Cirino foi condenado por latrocínio, roubo seguido de morte. Além de matar o casal a facadas, ele também foi acusado de esfaquear o filho do casal, Rogério Gonçalves Tavares. Durante a reconstituição, Cirino declarou que havia estudado a casa das vítimas antes do crime.