Para Aécio, grampo não mostra envolvimento de MG

Portal Terra

MINAS GERAIS - O governador Aécio Neves (PSDB-MG) afirmou na última quinta-feira que não tem nada a ver com o governo de Minas a citação do nome de seu secretário da Fazenda, Simão Cirineu Dias, em conversas gravadas pela Polícia Federal.

Ex-secretário de Planejamento do Maranhão no governo de José Reinaldo Tavares (PSB), Simão é citado em conversas entre Zuleido Veras, dono da construtora Gautama, e Roberto Figueiredo Guimarães, ex-presidente do Banco de Brasília.

Segundo a PF, Simão poderia ser o contato de Guimarães com as autoridades políticas do Maranhão, pois o consultor havia sido secretário do Tesouro Nacional de março de 1990 a outubro de 1992, mesmo período em que Simão trabalhou na Secretaria da Receita Federal.

Em carta, Simão afirmou não ter "qualquer relacionamento com os fatos ora sob investigação".