CPI do Tráfego Aéreo analisará sugestões de passageiros

Agência Brasil

BRASÍLIA - A principal reclamação dos passageiros nos aeroportos é a falta de informação, principalmente sobre horários de partidas e chegadas de vôos e local de embarque.

As observações foram feitas pelo relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI)do Tráfego Aéreo na Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS).

"A maior reclamação é a falta de informação, que gera o mau atendimento, já que os próprios atendentes não têm informações precisas para dar aos passageiros. Há um descrédito dos usuários e de quem presta as informações", disse.

Para tentar resolver o problema dos aeroportos, a CPI vai analisar na próxima segunda-feira (4) as sugestões enviadas à CPI pelos próprios passageiros.

Entre as sugestões estão a instalação de guichês dentro das áreas de embarque, a criação de um centro de informações para que a Aeronáutica, a Infraero e as empresas aéreas unifiquem suas informações e o aumento do número de funcionários para atendimento ao público.

O relator disse que vai sugerir também que a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) atualize os dados de sua página na internet a cada 15 minutos.

"As informações serão encaminhadas à Anac, à Infraero, às empresas aéreas e farão parte do relatório final da CPI. Vamos também estabelecer prazos para que a CPI e o Congresso Nacional possam acompanhar a realização das medidas", disse o relator.

A reunião de apresentação das sugestões estava marcada para hoje, mas foi cancelada por falta de quórum.