CPI do Apagão aprova convocação de pilotos do Legacy

Agência Câmara

BRASÍLIA - A CPI do Apagão Aéreo aprovou nesta quinta-feira a convocação dos americanos Jan Paladino e Joseph Lepore, que pilotavam o jato Legacy que se chocou com um avião da Gol em setembro do ano passado. A forma como eles serão ouvidos ainda não foi definida. Ou um grupo de deputados da CPI irá aos Estados Unidos, ou os depoimentos serão feitos via carta. A probabilidade de os pilotos virem a Brasília é remota.

O relator da CPI, deputado Marco Maia (PT-RS) ressaltou a importância da aprovação deste requerimento. Para ele, depois que a Polícia Federal apontou que o acidente foi de responsabilidade dos pilotos, os depoimentos são essenciais para a conclusão do relatório final da CPI.

A CPI também aprovou requerimento de convocação do delegado da Polícia Federal Renato Sayão. Ele, que deve ser ouvido na próxima terça-feira, é o responsável pelas investigações na PF do acidente da Gol. Foi igualmente aprovada a convocação do coronel Rufino Ferreira, presidente da comissão da aeronáutica responsável por investigar o acidente. A data do seu depoimento ainda não foi marcada.

Além disso, os deputados também aprovaram a convocação do brigadeiro Jorge Filho, chefe do centro de investigação e prevenção de acidentes aeronáuticos (Cenipa). Os deputados devem também comparecer ao Cindacta em Brasília na próxima segunda-feira às 14h.

Outros requerimentos aprovados foram o que pede ao Tribunal de Contas da União (TCU), ao departamento da PF e ao comando da aeronáutica cópia das investigações referentes ao acidente.

Esta é a terceira reunião da CPI do Apagão Aéreo e demorou mais de duas horas para conseguir aprovar o primeiro requerimento devido a discussões entre os parlamentares. A CPI já conta 150 requerimentos.