Brasil é sexto no ranking mundial de combate à mortalidade infantil

Com a BBC Brasil, Agência JB

BRASÍLIA - O Brasil ficou em 6º lugar, entre 60 países, em um ranking mundial de combate à mortalidade infantil, divulgado nesta quarta-feira pela organização Save the Children.

Entre 1990 e 2005, o Brasil reduziu de 60 para 33 o número de crianças com menos de cinco anos mortas a cada mil nascidas vivas.

Para a Save the Children, houve "um grande salto" no Brasil e em outros países que melhoraram sua situação.

Mas esses países ainda "têm um longo caminho até alcançar resultados satisfatórios", avaliou a entidade.

O relatório fez a comparação entre 60 países onde ocorrem 94% das mortes de crianças com menos de cinco anos no mundo. Compara também a utilização de soluções de baixo custo para reduzir a mortalidade infantil.

O Brasil adota quase todas de maneira satisfatória, mas apenas 28% das crianças com menos de cinco anos que sofrem de diarréia recebem hidratação oral e alimentação constante, destacou o estudo.

Os maiores avanços foram registrados no Egito, que reduziu sua taxa de 104 para 33 mortes a cada mil nascimentos, entre 1990 e 2005.