Ministerios lançam projeto de assistência oftalmológica a estudantes

Agência JB

BRASÍLIA - O Projeto Olhar Brasil será lançado nesta terça-feira pelos ministérios da Saúde e da Educação (MEC). O objetivo do projeto é reduzir a evasão escolar, ao oferecer exames oftalmológicos, e distribuir óculos (monofocais e bifocais) aos alunos portadores de problemas de visão matriculados na rede pública de ensino.

Além dos alunos de 1ª a 8ª séries (ensino fundamental), cuja faixa etária varia entre 06 e 16 anos, os profissionais do Olhar Brasil irão atender também à população assistida pelo Programa Brasil Alfabetizado, do MEC e pessoas com idade acima de 60 anos. O Brasil Alfabetizado abrange quatro mil municípios.

Com duração de três anos, o Olhar Brasil envolve a aplicação de R$ 323,3 milhões e a assistência direta a 44 milhões de pessoas. Os pacientes assistidos receberão acompanhamento anual dos profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), para avaliar a evolução do problema diagnosticado.

O lançamento do programa antecede o da Política Nacional de Oftalmologia, que objetiva a organização da rede do SUS na assistência aos pacientes com problemas de visão.

A identificação de possíveis problemas de visão nas crianças e nos adultos integrantes do programa de alfabetização do MEC será feita, primeiramente, pelos próprios professores, a partir das dificuldades relatadas pelos alunos ou notadas pelos mestres e que interfiram no ensino e na aprendizagem. Os professores serão treinados para executar a primeira triagem.

Os exames oferecidos pelo Olhar Brasil começam dentro de três meses e são os mesmos preconizados pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e CBO (tonometria e fundoscopia). Os dois primeiros meses do projeto serão dedicados ao treinamento dos professores e alfabetizadores.